Suspeita de Glaucoma? Saiba mais

Suspeita de Glaucoma? Saiba mais
18 de agosto de 2016

Este diagnóstico pode gerar confusão e mesmo insegurança, já que o termo suspeito não confirma ou excluí o diagnóstico. Dr, Michel Rubin, especialista em Glaucoma com formação na Santa Casa de São Paulo e Universidade da California – San Francisco, responde a questionamentos sobre o glaucoma e a importância do seguimento adequado para os pacientes com propensão a desenvolver glaucoma.

Caso tenha qualquer dúvida, não hesite em nos contactar, através do e-mail: atendimento@cevipa.com.br ou pelo telefone (41) 3029.0099.

O QUE É GLAUCOMA?

Glaucoma é uma doença que afeta aproximadamente 4% da população acima de 40 anos e pode levar a perda progressiva do campo de visão, sem provocar sintomas, já que a visão central continua normal. Quando a dificuldade visual é notada, a visão já foi seriamente comprometida e o risco de cegueira torna-se grande. Infelizmente, a perda de visão devido ao Glaucoma é irreversível, mesmo com tratamento, que pode ser com colírios, laser ou cirúrgico.

suspeita-glaucoma-01

PROGRESSÃO DO GLAUCOMA: Na primeira foto evidencia-se o glaucoma inicial com campo visual ainda preservado e na ultima foto glaucoma avançado com presença de campo visual restrito apenas no centro. 

COMO É REALIZADO O DIAGNÓSTICO?

O diagnóstico é realizado através da avaliação clínica e exames complementares.

suspeita-glaucoma-02

Embora haja casos em que o diagnóstico seja claro, existem outros em há fatores predisponentes para seu aparecimento, mas sem dados suficientes para o diagnóstico, esses casos são chamados suspeitos.

SE NÃO TENHO GLAUCOMA, POR QUE DEVO REALIZAR ACOMPANHAMENTO?

Pacientes suspeitos para Glaucoma possuem um maior risco para o seu desenvolvimento, sendo muito importante que se realize um acompanhamento regular com seu médico oftalmologista. Há possibilidade que nunca desenvolva glaucoma, mas com o seguimento e realização de exames complementares periódicos, caso haja o seu surgimento, este dar-se-á em sua fase inicial, quando ainda não há alterações no campo visual.

A frase: “A prevenção é o melhor remédio.” é especialmente verdadeira no Glaucoma, já que o defeito glaucomatoso é irreversível, então diagnóstico e consequente tratamento precoce pode evitar uma lesão glaucomatosa e sequelas visuais.

Assista o vídeo abaixo e confira mais informações:

Portanto retorne para consulta na data orientada pelo seu médico, faça os exames solicitados e cuide-se, afinal qualidade de visão é qualidade de vida!

 

 

 

Postado em Blog por cevipa