fbpx
WEE1’E32
1R24T1T3TY •

O que é o Pterígio?

O que é o Pterígio?
6 de julho de 2015

Pterígio é frequente, mas sabemos que ainda existem muitas dúvidas a respeito, Dr. Michel Rubin, médico oftalmologista da CEVIPA com formação na Santa Casa de São Paulo e University of California San Francisco, traz informações para que você fique bem informado. Confira:

O QUE É PTERÍGIO?

Pterígio é aquele “pelinha” que recobre o branco do olho e ultrapassa a córnea deixando os olhos
vermelhos, irritados com frequência, mais sensíveis a vento e agentes irritativos como poeira, fumaça e pó. A irritação ocular pode gerar aspecto de cansaço e pode até mesmo dificultar o uso de lentes de contato.

pterigio-02

QUAIS SÃO SUAS CAUSAS?

Existem diversas causas, sendo a principal, a exposição crônica a radiação ultravioleta do sol e a agentes irritativos.

O pterígio costuma apresentar crescimento progressivo, aumentando os sintomas de acordo com o tamanho e agressividade. Pterígios muito extensos podem, inclusive, tracionar a córnea causando astigmatismo (visão borrada) ou mesmo ocluir o eixo visual, comprometendo a visão.

 QUAL SEU TRATAMENTO?

Colírios podem aliviar os sintomas, momentos após seu uso, mas o único tratamento definitivo é cirúrgico.

QUANDO DEVO OPERAR ?

Em casos de irritação ocular, inflamações frequentes ou mesmo incômodo estético, a cirurgia pode ser indicada.

A simples retirada do pterígio, chamada de “raspagem” tem baixo índice de sucesso, pois após esta cirurgia o pterígio costuma voltar em até 50% dos casos.

HÁ ALGUMA TÉCNICA MAIS EFICAZ?

A técnica com maior índice de sucesso é a retirada do pterígio seguida por um transplante de conjuntiva, onde uma parte saudável da conjuntiva superior é removida e fixada na área onde estava localizado o pterígio. Dessa forma, ainda existe chance de reicidiva (chance de o pterígio voltar), mas este índice é de apenas 5%.

pterigio-01

ASPECTO PRÉ E PÓS OPERATÓRIO DA CIRURGIA DE PTERÍGIO COM TRANSPLANTE DE CONJUNTIVA

A CIRURGIA É DOLOROSA?

A cirurgia é rápida e indolor, é realizada com anestesia tópica (com colírio).

O transplante de conjuntiva pode ser fixado através de sutura (pontos) ou utilizando uma cola de fibrina.

QUAL DESSAS OPÇÕES É MELHOR?

O índice de sucesso com cola de fibrina ou ponto é semelhante.

As principais vantagens da utilização de cola de fibrina são, menor tempo de cirurgia e pós operatório com menos: desconforto ocular, hiperemia (vermelhidão) e sensação de corpo estranho.

Clique aqui e tenha acesso ao artigo científico de autoria do Dr. Michel Rubin, publicado em conceituada revista especializada, demonstrando o sucesso com a cirurgia moderna de pterígio onde compara a fixação com cola de fibrina à sutura.

A MELHORA É IMEDIATA APÓS A CIRURGIA?

Após a cirurgia seus olhos ficarão vermelhos e um pouco irritados. Geralmente é permitido retornar as atividades habituais após 05 dias. Embora o maior incômodo seja nos primeiros dias, o resultado estético final demora semanas.

Assista o vídeo abaixo e confira mais informações:

Caso tenha alguma dúvida, ou já seja nosso paciente e queira agendar sua cirurgia, ficamos a disposição para contato no atendimento@cevipa.com.br ou pelo tel.: (41) 3029.0099.

Postado em Blog por cevipa
Bem vindo a Cevipa Oftalmologia!
Como podemos lhe ajudar?
Powered by